Runnersp
Login:
Senha:
  |  

Usain Bolt foi eleito o “Atleta Masculino do Ano"

Nesta terça-feira, em cerimônia em Mônaco, foi realizada a entrega dos Prêmios Laureus de 2017, mais conhecido como “Oscar do Esporte”. Dono de oito ouros olímpicos, Usain Bolt foi eleito o “Atleta Masculino do Ano”, recebendo a homenagem pela quarta vez. No Rio 2016, o jamaicano levou o ouro nos 100m, 200m e no revezamento 4x100m.

Antes disso, a ginasta Simone Biles foi eleita a “Atleta Feminina do Ano”. Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto, a norte-americana fez história, conquistando quatro ouros e um bronze. A italiana Beatrice Ivo, da esgrima em cadeira de rodas, triunfou como “Melhor Atleta Paralímpica”.

Na sequência, outro esportista que fez história no Rio 2016 foi premiado. Michael Phelps, que anunciou sua aposentadoria após os Jogos de Londres 2012, mas voltou às piscinas em 2014, levou o “Retorno do Ano”. Maior campeão olímpico da história, o nadador faturou cinco ouros e uma prata na capital carioca, totalizando 23 ouros e 28 medalhas olímpicas na carreira, e oficializou sua saída do esporte.

Nico Rosberg, campeão mundial de Fórmula 1 em 2016 e mais novo aposentado, também foi homenageado. O alemão recebeu o prêmio de “Revelação do Ano” das mãos do brasileiro Emerson Fittipaldi, dono de dois títulos na F1.

O prêmio de “Espírito Esportivo” foi dado ao Leicester, atual detentor do título do Campeonato Inglês. Após uma campanha história na temporada 2015/2016, a equipe conquistou o troféu inédito na Inglaterra, desbancando as fortes equipes do futebol do país.

O Brasil estava concorrendo em duas categorias, mas acabou sem prêmios. Na “Atleta de Ação”, o País concorria com o skatista Pedro Barros. Porém, o prêmio ficou com a britânica Rachel Atherton, do mountain bike. Além disso, a Seleção Brasileira olímpica de futebol disputou por “Melhor Equipe”, mas o vencedor foi o Chicago Cubs, de beisebol, que venceu a liga norte-americana após 108 anos.

A equipe sub-12 do Barcelona faturou o “Momento Esportivo do Ano”. Na decisão do Desafio Mundial de futebol sub-12, o Barcelona derrotou o Omiya Ardija, do Japão, porém, o que chamou a atenção foi o fair play. Após o término da partida, os jogadores do time espanhol consolaram os rivais, que não conseguiam segurar as lágrimas.

Fonte: gazeta.net
Foto: Eamonn M. McCormack/Getty Images for Laureus
Produção e Organização de Eventos Esportivos - Consulte-nos