Runnersp
Login:
Senha:
  |  

O Brasil é minha segunda casa", diz Paul Tergat

"O Brasil é minha segunda casa", diz Paul Tergat

O queniano cumpre agenda até domingo para promover a Maratona de São Paulo

São Paulo (SP) - O queniano Paul Tergat continua sua agenda para divulgar a Maratona de São Paulo, prova que será disputada no dia 19 de junho. Depois de prestigiar a Maratoninha de São Paulo no domingo, Tergat foi conhecer nesta terça-feira um projeto social mantido pela Governo do Estado em parceria com a Federação Paulista de Atletismo, no Centro Olímpico.

Na quinta-feira, ele faz palestra no Ginásio Mauro Pinheiro, onde serão entregues os kits de participação da Maratona de São Paulo. Na sexta-feira, dia em que completa 42 anos, tem dois compromissos: pela manhã, às 10h30, participa da entrevista coletiva da Maratona, ao lado dos favoritos da prova, e à tarde faz um treino, no Ibirapuera, com os atletas estrangeiros. Por fim, no domingo, Tergat participa da largada e da premiação da Maratona.

O pentacampeão da São Silvestre esbanjou simpatia em todos os contatos com o público e declarou estar muito feliz em seu retorno a São Paulo. A última vez em que esteve na cidade foi em 2000, quando ganhou a São Silvestre pela última vez. "É um orgulho estar em São Paulo, que é minha cidade. Adoro ela, o Brasil é a minha segunda casa. Estou muito feliz em voltar para cá", contou.

Segue entrevista com Paul Tergat

O que você está fazendo atualmente?
Atualmente trabalho mais com a Fundação (Paul Tergat Foundation) e promovendo o esporte.
(A Paul Tergat Foundation tem um programa de iniciação esportiva para crianças no Quênia)

Não sente saudades das pistas?
Claro que sinto saudades do atletismo.

Por que você parou de correr?
Parei mesmo por causa do acidente de carro (em dezembro de 2010). Acabei machucando o pé e por isso fui obrigado a abandonar em definitivo o esporte, infelizmente. Se pudesse continuaria correndo 5, 10, 20 anos, até quando não agüentasse mais. Minha última prova oficial foi em março de 2009, a Maratona de Lake Biwa, em Otsu, no Japão. Venci com 2h10min22s.

Por que incentivar crianças especificamente, não corredores em potencial, já formados?
A melhor parte de trabalhar com crianças no esporte é dar a elas oportunidade de desenvolvimento, não só de carreira esportiva, mas crescimento pessoal e profissional. O esporte tem valores que contribuem para isso. E eu adoro trabalhar com crianças.

Existe algum treinamento ideal para crianças?
Acho que o treinamento ideal deve ser feito três vezes por semana, por uma hora. Um tempo bom para a idade e com o passar do tempo a quantidade e duração dos treinos podem ir aumentando gradualmente.

Você tem algum conselho para as crianças tornarem-se corredores de sucesso como você?
Amar o esporte e tratá-lo como estilo de vida. Fazendo com paixão, como eu faço, elas chegarão longe como eu.

No seu primeiro compromisso no Brasil, você participou da Maratoninha de São Paulo no domingo(12) e brincou bastante com as crianças. O que você acha deste tipo de evento ?
Adoro trabalhar com crianças, é um grande prazer estar servindo de exemplo e também incentivá-los. Eles são o futuro do atletismo. É nossa obrigação apoiá-los. Agradeço muito o convite e estou sempre aberto para iniciativas como essa.

Qual o significado do esporte na sua vida?
O esporte é tudo pra mim. Não é só questão de saúde, mas é um estilo de vida, é um prazer, ele me fez o que sou hoje, faz parte da minha carreira e da minha vida diariamente.

Como você vê os corredores brasileiros nas competições internacionais? Eles têm espaço e destaque lá fora?
Acredito que os corredores brasileiros têm conseguido bastante espaço, veja aqui a Marily, o Vanderlei Cordeiro, o Marílson. Todos estão trabalhando muito bem. Acredito que o Governo deveria incentivar mais os atletas nacionais, pois eles sem dúvida têm um grande potencial, basta olhar os resultados obtidos lá fora.

Você tem filhos? Gostaria que eles seguissem seus passos no atletismo?
Tenho 4 filhos, um menino de 22, que é piloto de avião, e três meninas, de 15, 11 e 5 anos, respectivamente. Seria um orgulho muito grande se eles seguissem minha carreira. O mais velho já é piloto, mas a mais nova, de 5 anos, tem futuro como corredora, está se preparando bem.

Você é o único queniano que tem a torcida brasileira a seu favor. É reconhecido na rua. Como você se sente aqui?
É um orgulho estar em São Paulo, que é minha cidade. Adoro ela, o Brasil é a minha segunda casa. Estou muito feliz em voltar para cá.

Sua esposa deve chegar nos próximos dias, a tempo de comemorar, na sexta-feira, seus 42 anos. Você preparou algo em especial?
Ela ainda não confirmou o visto e por isso não sei se conseguirá chegar a tempo. Mas se vier vou pensar em algo especial para o dia.

Válida para a Liga de Ouro e para o Ranking CBAt/CAIXA de Corredores de Rua, a Maratona de São Paulo é uma realização da Rede Globo, com organização da Yescom. A supervisão está a cargo da IAAF, CBAt, AIMS e FPA, com apoio especial da Prefeitura de São Paulo e do Governo de São Paulo. A prova tem patrocínio da CAIXA e da Adidas, patrocínio especial da Fisk, e apoios da Montevergine, HCor, Café Três Corações, Gatorade, Probiótica e TAM Viagens.

Mais informações no site www.maratonadesaopaulo.com.br
Siga a Yescom no twitter : www.twitter.com/yescom

Vinícius Cabral - Mtb.: 47.121 / Andressa Rufino
E-mail: vinicius@zdl.com.br / andressa@zdl.com.br
Siga a ZDL no twitter: twitter.com/ZDLcomunica

Fotos: Sérgio Shibuya / ZDL
Produção e Organização de Eventos Esportivos - Consulte-nos