Runnersp
Login:
Senha:
  |  

Marilson Gomes é hexacampeão da Tribuna

Marilson Gomes é hexacampeão e queniana Eunice Kirwa é tri no 26º 10 KM Tribuna FM-Unilus em Santos

CORREDOR FOI O ÚNICO BRASILEIRO A VENCER A CATEGORIA MASCULINA NOS ÚLTIMOS 13 ANOS


O resultado dos dois últimos anos se repetiu no 26º 10 KM Tribuna FM-Unilus, uma das maiores corridas de rua do País, disputada neste domingo (dia 15), em Santos. O brasileiro Marilson Gomes do Santos garantiu o inédito hexacampeonato e a queniana Eunice Kirwa foi tri, com ambos batendo os recordes da prova.

Como nos anos anteriores, os dois chegaram isolados na frente e muito aplaudidos. Pelas vitórias, cada um embolsou R$ 25 mil, de um total de mais de R$ 120 mil, distribuídos aos 20 melhores do masculino e feminino. Com 16 mil atletas, o evento novamente foi marcado por uma grande festa, com muita alegria, tantos dos corredores amadores, quanto do público, que torce pelos atletas em todo o percurso, e lota a avenida da praia, palco dos dois últimos quilômetros.

Um dos pontos altos é a participação dos famosos pelotões, grupos uniformizados de academias e empresas, garantindo um colorido especial no percurso. Mas é mesmo a briga pelas vitórias que empolga, com a presença dos melhores fundistas do País e nada menos que 13 africanos do Quênia, Tanzânia e Etiópia.

Este ano, a corrida teve como novidades o aumento de mil atletas e alteraçao no percurso, entre os quilômetros 1 e 2, deixando o trajeto ainda mais rápido. No feminino, Eunice assumiu a ponta já no quilômetro três, imprimindo um ritmo forte até o final, para superar seu próprio recorde de 2009, ao cruzar a linha de chegada em 32min07s. Foi o seu terceiro título seguido em Santos, o segundo recorde batido.

A baiana Simone Alves (vice da São Silvestre) e a brasiliense Cruz Nonata correram forte e também baixaram dos 33 minutos. “Foi uma prova muito boa e muito rápida. As brasileiras apertaram bem o ritmo e tive de fazer bastante força para vencer, porque aqui é muito úmido. Fico feliz por ter batido o recorde e quero voltar ano que vem”, falou Eunice, 34 anos que comemorou o tri ao lado do marido, o também corredor Josua Kemei, que ficou em terceiro lugar no masculino.

Simone e Cruz Nonata também destacaram o ritmo forte. “Graças a Deus, consegui baixar minha marca e, quem sabe, um dia espero vencer em Santos. Estou muito feliz porque consegui fazer uma grande prova e ter conseguido este bom tempo, competindo com grandes atletas internacionais”, afirmou a vice-campeã. “A largada foi muito forte e a corrida ótima. Mas tive de lutar um pouco para chegar. Ainda estou me adaptando a este tipo de distância”, falou a terceira colocada.

Entre os homens, Marilson já é um “velho conhecido” do público e recebeu muito apoio, durante e depois da prova. No início, o queniano Nicholas Kimeli Keter saiu forte e liderou até o quilômetros seis, quando foi alcançado por Marilson, que depois abriu vantagem, para cruzar a linha de chegada em 27min59s. Nicholas Keter chegou em segundo, com 28min21s, seguido do também queniano Joshua Kemei, com 28min43s.

“Levei até um susto. Ele, aparentemente, estava bem. Talvez tenha errado na estratégia, saído um pouco antes, mas fiquei preocupado, porque quando um queniano sai é dificil pegar. A minha experiência na prova contou bastante”, revelou o hexacampeão, que festejou o novo título com a esposa Juliana Gomes, também corredora, e o filho Miguel, de três meses.

Nos metros finais, Marilson ainda olhou o cronômetro, para baixar em dois segundos o recorde de Vanderlei Cordeiro de Lima, que já persistia há 14 anos. “Foi uma das corridas que mais me esforcei. Essa prova é muito importante, vim de uma maratona muito dura em Londres, estou cansado, não totalmente recuperado. Mas como eu gosto muito correr em Santos, gosto do público, que torce por mim durante todo o percurso, valeu”, ressaltou o atleta 33 anos.

Único brasileiro a vencer a categoria masculina nos últimos 13 anos, ele também ergueu a taça em 2003, 2205, 2006, 2009 e 2010, além dos vices em 1999, 2004 e 2007 e o terceiro em 2000. “É uma prova que me adapto bem. Eu gosto muito. Talvez esse seja o segredo. Uma corrida que se eu puder, estarei sempre”, anunciou Marilson, também comemorando ser o novo recordista. “O Vanderlei é um grande atleta. Não era fácil bater esse recorde. Quando ele fez, estava em grande forma”, falou.

Nos cadeirantes, o santista Carlos Neves, o Carlão, garantiu o tricampeonato na prova. Os resultados completos estarão disponíveis no site www.triesportes.com.br.

DESAFIO – Agora, as atenções se voltam para a próxima corrida organizada pelo Sistema A Tribuna de Comunicação e Triesportes, o 6º Desafio da Mata Atlântica A Tribuna Cubatão, considerada a corrida mais difícil do País, no dia 2 de julho. São 7,5 km só de subida íngreme, no Parque Caminho do Mar, a famosa Estrada Velha, uma área de total preservação ambiental e histórica. Depois, será a vez da 8ª Meia Maratona A Tribuna-Praia Grande, no dia 4 de setembro.


RESULTADOS OFICIAIS DO 26º 10 KM TRIBUNA FM-UNILUS

MASCULINO

1
Marilson Gomes dos Santos
Brasília (DF)/São Caetano do Sul (SP)
BM&F/Pão de Açúcar
27min59s

2
Nicholas Kimeli Keter
Quênia
Fila
28min21s

3
Joshua Kiprugut Kemei
Quênia
Fila/Localfrio
28min43s

4
Giovani dos Santos
Natércia (MG)
Pé de Vento/Petrópolis
28min48s

5
Paulo Roberto Almeida Paula
Irapuru (SP)
Cruzeiro/Osan/Gran Cursos
28min50s

6
Luis Fernando Almeida Paula
Irapuru (SP)
Cruzeiro/Osan/Gran Cursos
28min57s

7
José Marcio da Silva
Garanhuns (PE)
Cruzeiro
29min13s

8
Kipkemei Mutai
Quênia
Luasa
29min21s

9
Gladson Alberto S. Barboza
São Paulo (SP)
EC Pinheiros/3M/Asics
29min35s

10
Valdir Sérgio de Oliveira
Guanhães (MG)
Cruzeiro
29min39s

11
Rafael Santos de Novais
Itapecerica da Serra (SP)
EC Pinheiros/3M/Asics
29min40s

12
Luis Paulo da Silva Antunes
Taubaté (SP)
Cruzeiro
29min42s

13
Carlos Antonio dos Santos
Marília (SP)
Tia Lena/Calipso/Litoral Materiais de Construção
29min44s

14
Adilson Alves Dolberth
Campinas (SP)
BM&F/Pão de Açúcar
29min49s

15
Solonei Rocha da Silva
Penápolis (SP)
EC Pinheiros/3M/Asics
29min52s

16
Cristiano da Silva Machado
Três Pontas (MG)
-
29min54s

17
Nasibu Jumane Nkuwi
Tanzânia
Fila
29min56s

18
Antonio Carlos de Jesus Borges
Campinas (SP)
BM&F/Pão de Açúcar
30min04s

19
David Benedito de Oliveira
Praia Grande (SP)
BM&F/Pão de Açúcar
30min08s

20
Fábio do Nascimento
São Paulo (SP)
Saucony
30min12s




FEMININO

1
Eunice Jepkirui Kirwa
Quênia
Fila/Localfrio
32min07s

2
Simone Alves da Silva
Jacobina (BA)/São Paulo (SP)
BM&F/Pão de Açúcar/Caixa/Nike
32min32s

3
Cruz Nonata da Silva
Brasília (DF)
BM&F/Pão de Açúcar
32min37s

4
Shewarge Alene Amare
Etiópia
Fila
33min19s

5
Maurine Jelagat Kipchumba
Quênia
Luasa
33min22s

6
Fabiana Cristine da Silva
Recife (PE)/Tremenbé (SP)
BM&F/Pão de Açúcar/São Caetano/Nike
33min27s

7
Tatiele Roberta de Carvalho
Poços de Caldas (MG)
Sicredi/Nike/Guarulhos
33min49s

8
Catherine Lange Yuku
Tanzânia
Fila
34min14s

9
Michele Cristina das C. de Lima
Rio Claro (SP)
EC Pinheiros/3M/Asics
35min47s

10
Maria Lucia Alves Vieira Moraes
Embu Guaçu (SP)
Mel/Isis/Gu/ Bar do Jô
35min46s

11
Sirlene Souza de Pinho
Santa Cruz (BA)/São Paulo (SP)
Memorial/EC Pinheiros/3M/Asics
35min47s

12
Drielly A. Nunes de Souza
São Paulo (SP)
EC Pinheiros/3M/Asics
36min09s

13
Fernanda Raimunda Soares
Campos do Jordão (SP)
Sechotel/Geneve
36min11s

14
Noeme Maria Pereira
Araraquara (SP)
Fundesport/Chalu
36min20s

15
Valdilene dos Santos Silva
São Paulo (SP)
EC Pinheiros/3M/Asics
36min26s

16
Radiya Mohamed Roba
Etiópia
Fila
36min31s

17
Beatriz G. S. Nascimento
São Paulo (SP)
Saucony
36min34s

18
Maria Bernadete Cabral
São Bernardo do Campo (SP)
Acrimet/Topspin
36min41s

19
Jaciane Barroso Araújo
Taubaté (SP)
Luasa/São Bernardo do Campo
37min11s

20
Drielle V. Conde Severiano
São José dos Campos (SP)
Fadenp/São José dos Campos
37min11s


FONTE: CHIPTIMING/FMANOTICIAS



OBS.: MARILSON GOMES DO SANTOS E EUNICE KIRWA ESTABELECERAM NOVOS RECORDES NA PROVA, QUE É AFERIDA PELA CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE ATLETISMO.



Produção e Organização de Eventos Esportivos - Consulte-nos