Runnersp
Login:
Senha:
  |  

Maratona de São Paulo reúne 20 mil corredores neste domingo

Maratona de São Paulo reúne 20 mil corredores neste domingo

Disputa entre Brasil e Quênia pelo topo do pódio é o ponto alto da competição

São Paulo (SP) - A 17ª edição da Maratona Internacional de São Paulo, a maior e melhor prova do gênero no País, agita o domingo da Capital Paulista. A prova tem 20 mil participantes e seu ponto alto é a disputa entre os atletas brasileiros e africanos. A primeira largada será às 7h40 para os cadeirantes. Às 7h50 será a vez da elite feminina. Às 8h25 saem a elite masculina e os demais pelotões.

A Maratona de São Paulo tem o tempo mais rápido feito na América do Sul. Ele foi obtido por Vanderlei Cordeiro de Lima, com a marca de 2h11min19s, na edição de 2002. Em 2010, o queniano Stanley Biwott, de apenas 23 anos, ficou a apenas 2 segundos do recorde.

A prova é disputada em três distâncias - 42, 25 e 10 quilômetros - e uma caminhada participativa de 3 quilômetros. A largada é na avenida Jornalista Roberto Marinho, próximo da Ponte Estaiada, cartão postal de São Paulo. A chegada da maratona e dos 10 quilômetros é próxima ao Obelisco, no Ibirapuera. Já a chegada dos 25 quilômetros ocorre na Avenida Escola Politécnica (ao lado do IPT), enquanto a caminhada começa e termina na Avenida Jornalista Roberto Marinho.

Duelo Brasil x Quênia - Brasileiros e africanos protagonizam a maior rivalidade da Maratona de São Paulo. Brasil e Quênia têm 15 títulos das 16 edições do evento. Para a disputa deste domingo a briga pela vitória deve ficar entre corredores dos dois países, que contam com grandes nomes de elite.

"Teremos uma disputa muito boa pela vitória como em todos os anos. Este ano eles terão a presença do Tergat, o que pode ser um estímulo a mais", disse Thadeus Kassabian, diretor da Yescom, organizadora da maior e melhor corrida do gênero no Brasil.

Franck Caldeira, campeão em 2004, e José Teles, vencedor no ano seguinte, lideram o pelotão brasileiro, ao lado de Damião Ancelmo de Souza, que está em ótima forma. Eles terão a companhia de, Giovani dos Santos, Marcos Alexandre Elias, Giomar Pereira, José Everaldo, Ivanildo Pereira, Sérgio Celestino, Paulo da Silva, entre outros.

O trabalho dos atletas nacionais não será nada fácil. Eles enfrentarão fortes adversários do exterior, como os favoritos quenianos Stanley Biwott, atual campeão, além de Robert Cheruiyot, tricampeão da São Silvestre. Na vitória de 2010,

David Kiyeng, atleta com a melhor marca entre os quenianos da Maratona de São Paulo (2h06min26s, em Paris, em 2009) também é destaque. James Kipsang e Ivuti Mutuku completam o pelotão da Quênia. A Etiópia, outro país com muita tradição em corridas de rua, será representada por Dessalegn Gemechu, Haylu Dagaga, Megersa Tafa e Wegayehu Girma. Musenduki Ikoki, da Tanzânia, fecha o pelotão internacional.

Brasileiras querem manter domínio - O desempenho da elite feminina brasileira é altamente positivo. Na prova deste domingo as brasileiras podem manter este domínio, além de alcançar o quarto triunfo consecutivo.

"Estou livre, leve e solta, para conquistar um bom resultado. Quero o pódio", declarou a alagoana Marily dos Santos. Outra atração é a presença de Marizete Rezende, campeã em 2001, com a terceira melhor marca da história da prova - 2h38m57s.

Elas terão a companhia de Edielza Alves dos Santos, Sueli Pereira da Silva, Conceição de Carvalho, Elizabeth Esteves, entre outras. As estrangeiras serão representadas pelas quenianas Nancy Jepkosgei, Magdaline Jepkorir e Rumokol Chepkanan; pelas etíopes Radiya Mohammed e Rehima Kedir; além da marroquina Samira Raif.

Maria Zeferina Baldaia (2008) e Marizete Moreira (2009 e 2010) foram as últimas vencedoras. Márcia Narloch, campeã em 1999, 2000 e 2005, é a maior campeã da Maratona de São Paulo.

Todos os campeões da Maratona de São Paulo:

2010 - Mark Korir (QUE) - 2h11m21s // Marizete Moreira (BRA) - 2h39m26s
2009 - Elias Chelimo (QUE) - 2h13m59s // Marizete Moreira (BRA) -2h42m24s
2008 - Claudir Rodrigues (BRA) - 2h17m07s // Maria Zeferina Baldaia (BRA) - 2h42m20s
2007 - Reuben Chepkwek (QUE) - 2h16m05s // Jacqueline Chebor (QUE) - 2h40m12s
2006 - Rotich Solomon (QUE) - 2h15m15s // Margaret Karie (QUE) - 2h39m24s
2005 - José Teles (BRA) - 2h19m47s // Márcia Narloch (BRA) - 2h40m39s
2004 - Frank Caldeira (BRA) - 2h17m30s // Margareth Karie (QUE) - 2h40m10s
2003 - Genilson Junio da Silva (BRA) - 2h16m26s // Maria do Carmo Arruda (BRA) - 2h39m12
2002 - Vanderlei Cordeiro de Lima (BRA) - 2h11m19s // Maria Zeferina Baldaia (BRA) - 2h36m07s
2001 - Stephen Rugut (QUE) - 2h14m30s // Marizete Rezende (BRA) - 2h38m57s
2000 - David Ngetich (QUE) - 2h15m21s // Márcia Narloch (BRA) - 2h40m15s
1999 - Paul Yego (QUE) - 2h15m29s // Márcia Narloch (BRA) - 2h37m20s
1998 - Diamantino dos Santos (BRA) - 2h16m55s // Viviany Oliveira (BRA) - 2h39m58s
1997 - Kipkemboi Cheruiyot (QUE) - 2h17m07s // Viviany Oliveira (BRA) - 2h42m13s
1996 - Chalam El Maali (MAR) - 2h15m21s // Janete Mayal (BRA) - 2h41m40s
1995 - 1º Luiz Antonio dos Santos (BRA) - 2h17m11s // Ilyna Nadezhda (RUS) - 2h49m33s

Recordes:
2002 - Vanderlei Cordeiro de Lima (BRA) - 2h11m19s // Maria Zeferina Baldaia (BRA) - 2h36m07s

Paul Tergat promove a prova - Paul Tergat, queniano cinco vezes campeão da São Silvestre, retornou ao Brasil depois de 11 anos para promover a Maratona de São Paulo. Tergat, que tem ainda duas medalhas de prata em Jogos Olímpicos e os títulos de campeão das maratonas de Berlim e Nova York, está na cidade desde sábado (11).

Ele prestigiou a Maratoninha de São Paulo, visitou o Centro Olímpico e fez palestra para atletas na quinta-feira. Nesta sexta-feira, dia em que completa 42 anos, participou da coletiva oficial do evento. No domingo acompanha a prova e participa da premiação.

Entrega dos kits - A entrega dos kits da Maratona será realizada nesta sexta (17), entre 12h e 20h, e no sábado (18), das 8h às 16h, no Ginásio Poliesportivo do Ibirapuera, na rua Abílio Soares, 1300.

Ciclofaixa suspensa - Em função da Maratona de São Paulo passar por vários pontos da cidade, o uso da Ciclofaixa de Lazer está suspenso durante todo o domingo. Essa medida visa garantir a segurança de todos, sejam ciclistas, corredores ou espectadores da prova.

Ações prometem aproximar público da Maratona - - Desde maio diversas ações apoiaram a divulgação da Maratona de São Paulo para aproximar a prova do público. Neste domingo, haverá oito tendas com música e outras atrações, ao longo do percurso.

Para integrar esses pontos de torcida, foram convidados os moradores da Freguesia do Ó, Butantã, Parelheiros, Guaianases, Heliópolis e Capão Redondo, comunidades que participaram do Circuito Popular de Corrida de Rua e que tiveram cerca de 400 classificados para a Maratona.

Maratona de São Paulo compensa emissão de carbono - Para compensar toda a emissão de carbono provocada, a organização fechou parceria com a Green CO2, que plantará árvores na região do Acre da Floresta Amazônica.

O estudo para a compensação é feito a partir da contabilização, em toneladas, de tudo que existe na prova. A estrutura operacional conta com postos de hidratação, postos de isotônicos, adicionais de suplemento de carboidrato em gel, lanches e barras de cereal, apoio médico, banheiros químicos, policiais militares, policiais do trânsito, guarda metropolitana e agentes da CET, transporte gratuito da chegada, no Ibirapuera, para a largada, no Brooklin.

A Green CO2 se baseia no GHG Protocol, que é a ferramenta de medição e gerenciamento das emissões de gases do efeito estufa mais utilizada mundialmente, desenvolvida pelo World Business Council on Sustainable Development (WBCSD) e o World Resources Intitute (WRI).

Percurso -
- LARGADA - Av. Jorn. R. Marinho x R. Guaraiúva
• Av. Jornalista Roberto Marinho (F)
• Nova Ponte Estaiada (F)
• Marginal Pinheiros Local (Sentido Interlagos) (F)
• Ponte do Morumbi (F)
• Marginal Pinheiros Local (Sentido Jaguaré) (F)
• Av. Pres. Juscelino Kubitschek (F)
• Retorno na Av. Brig. Faria Lima (F)
• Av. Pres. Juscelino Kubitschek (F)
• Marginal Pinheiros Local (Sentido Jaguaré) (F)
• Alça de acesso Ponte Cidade Jardim (F)
• Ponte Cidade Jardim (F)
• Rua José Augusto de Queirós (F)
• Av. Lineu de Paula Machado (F)
• Túnel Dr. Eurycledes de Jesus Zerbine (F)
• Av. Waldemar Ferreira (F)
• Av. Afrânio Peixoto (F)
• R. Alvarenga (CF)
• Pte. Cidade Universitária (F)
• R. Manoel J. Chaves (F)
• Pça Panamericana (F)
• Av. Pedroso de Moraes (F)
• Av. Brig. Faria Lima (F)
• Retorno na Rua Garcia Velho (F)
• Av. Brig. Faria Lima (F)
• Av. Pedroso de Moraes (F)
• Pça Panamericana (F)
• Av. Prof Fonseca Rodrigues até o retorno em frente ao Parque Villa Lobos (F)
• Av. Prof. Fonseca Rodrigues (F)
• Praça Panamericana
• R. Manoel J. Chaves (F)
• Pte. Cidade Universitária (F)
• R. Alvarenga (F)
• R. Eng. Teixeira Soares (F)
• Av. Prof. Mello Moraes - USP - Raia (F)
• Portão 2 - USP (F)
• Av. Escola Politécnica (F)
• CHEGADA 25Km
• Av. Escola Politécnica até Av. Corifeu de A. Marques (F)
• Retorno
• Av. Escola Politécnica (F)
• Portão 2 - USP (F)
• Av. Prof. Mello Moraes - USP (F)
• Av. Prof. Almeida Prado - USP (F)
• Retorno
• Av. Prof. Almeida Prado - USP (F)
• Av. Prof. Mello Moraes - USP (F)
• Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues - USP (F)
• Retorno
• Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues - USP (F)
• Av. Prof. Mello Moraes - USP (F)
• Pça Prof. Reinaldo Porchat - USP (CF)
• Av. Afrânio Peixoto (F)
• Av. Waldemar Ferreira (F)
• Túnel Dr. Euryclides de Jesus Zerbini (F)
• Av. Lineu de Paula Machado (F)
• Túnel Jânio Quadros (CF)
• Av. Pres. Juscelino Kubitschek (F)
• Túnel Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (F)
• Av. Antônio Joaquim de Moura Andrade (F)
• Av. República do Líbano à esquerda (F)
• R. Manoel de Nóbrega (F)
• Av. Pedro Alvares Cabral (F)
• CHEGADA - Av. Pedro A. Cabral - Ibirapuera ("Monumento Obelisco Mausoléu ao Soldado Constitucionalista da Revolução de 1932 e Monumento ao Arquiteto Ramos de Azevedo")
(F) - Fluxo; (CF) - Contra Fluxo

Estrutura operacional

Ônibus linha especial: 50
Ônibus guarda-volumes,/b>: 30
Gelo: 20 toneladas
Água: 400.000 copos
Postos de percurso: 18 com assistência médica, água e banheiro.
Postos de percurso especiais: 3 com isotônicos e 1 com carboidrato em gel
Controle de percurso: 5 postos
Pórticos: 6
Grades: 2.500 unidades
Total gradeado: 5 mil metros
Banheiros: 420
Staff: Organização: 1.500 pessoas
Polícia Militar, Polícia do trânsito, Guarda Metropolitana e CET: 800 homens
Outros: 1.500 cones, 2.000 cavaletes, 24 km de fita zebrada e 190 faixas indicativas de trânsito.

BIOGRAFIAS

MASCULINO
Damião Ancelmo de Souza - O alagoano venceu 11 corridas do Ranking Caixa/CBAt de Corredores de Rua em 2010. Além disso, Damião subiu no pódio em duas corridas com forte nível técnico: foi quinto na 10K Rio e terceiro na Volta da Pampulha. O atleta também foi campeão do Sul-Americano dos 10.000m, no Chile. Ele também foi 17º no Mundial de Meia Maratona, realizado em Nanning, na China, quando marcou 1h03min07s, o melhor tempo brasileiro de 2010 na distância.

Franck Caldeira - O mineiro de 28 anos venceu a prova em 2004. Entre suas principais conquistas estão: tricampeonato da Volta da Pampulha (2003, 2006 e 2007), 10.000m no Troféu Brasil (2005), São Silvestre (2006), bicampeonato da Meia Maratona do Rio de Janeiro (2006 e 2007), Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro (2007), e Corrida de Reis (2008). Terceiro colocado da Maratona de São Paulo em 2009, Franck é um dos brasileiros da elite, que lutam para quebrar a sequência de duas vitórias quenianas.

Giomar Pereira da Silva - Giomar é tricampeão do Ranking Nacional Caixa/CBAt (2006, 2008 e 2009). O baiano, que iniciou a carreira aos 22 anos e foi vencedor da Meia Maratona de São Paulo (2010), Meia Maratona Iguatemi de Salvador (2010) e Meia Maratona de Juazeiro (2011).

Robert Kipkoech Cheruiyot (Quênia) - Tricampeão da São Silvestre (2002, 2004 e 2007), tetracampeão da Maratona de Boston (2003, 2006, 2007 e 2008). Cheruiyot disputou a maratona dos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008, mas não completou a prova. O corredor de 32 anos tem como seu melhor tempo em maratonas, a marca de 2h07min35s, na Maratona de Chigaco, em 2007.

David Kemboi Kiyeng (Quênia) - Entre os quenianos confirmados na Maratona de São Paulo, Kiyeng é o que tem o melhor tempo em maratona: 2h06min26s, em Paris, em 2009. O atleta de 28 anos venceu duas vezes a Maratona de Reims, na França (2007 e 2008), uma vez a Maratona da Itália (2006), entre outros títulos.

Stanley Kipleting Biwott (Quênia) - Campeão da prova em 2010, com o tempo de 2h11min21s. Quase bateu o recorde de Vanderlei Cordeiro de Lima (2h11min19s, em 2002) e neste ano promete brigar pela marca. Em 2010, o atleta de 25 anos registrou o tempo de 2h09min41s na Maratona de Reims, na França.

Dessalegn Biru Gemechu (Etiópia) - Seu melhor tempo de maratona foi 2h12min25s, em Praga, na República Tcheca (2004). Antes da Maratona de São Paulo, Gemechu foi 8º colocado na 10k Brasil Caixa.

Musenduki Mohamedi Ikoki (Tanzânia) - Em 2009, foi vencedor da Maratona Mainz (Alemanha) e da Maratona da Argentina, onde foi recordista da prova, com o tempo de 2h13min55s. Ficou ainda em 2º lugar na Maratona de Curitiba (2009). Também representou seu país nos Jogos Olímpicos de Beijing 2008.

FEMININO
Edielza Alves dos Santos - Em 2010, Edielza terminou a prova de 42 quilômetros na sexta posição, com o tempo de 2h42min47seg. Um ano antes, terminou no quarto lugar. Em 2009, ficou em segundo lugar na Corrida Sargento Gonzaguinha, prova que venceu em 2008. Também em 2008, terminou em quarto lugar a Volta da Pampulha e a São Silvestre. Na Maratona de São Paulo de 2009, com 2h52min32s, também ficou com a quarta colocação. Em 2010 foi campeã do Ranking Caixa CBAt de corredores de rua.

Marily dos Santos - A alagoana de 33 anos foi a única representante do Brasil na maratona feminina da Olimpíada de Pequim e terminou a prova na 51ª colocação (2h38min10). Marily foiu terceira colocada na Maratona de São Paulo do ano em 2009 e na São Silvestre de 2008. No ano passado terminou em quarto nos 42k de São Paulo.

Sueli Pereira Silva - Em 2006, fez sua estréia nas corridas oficiais e conquistou o sétimo lugar na Maratona de São Paulo. Foi a décima colocada na São Silvestre de 2008 e também na de 2009, sendo na última a quarta melhor brasileira. Há duas semanas venceu o 10k Brasil Caixa, em São Paulo, provando que está em boa forma. 



Magdaline Jepkorir Chemjor (Quênia) - Campeã da Maratona de Amsterdã, na Holanda em 2007 (2h28min16s). Também foi campeã da Meia Maratona de Berlim, na Alemanha, em 2003 e Marselha, na França em 2001.

Nancy Jepkosgei Kipron (Quênia) - Campeã da Volta Internacional da Pampulha em 2008, entre as estrangeiras é uma das que mais está acostumada a correr no Brasil. Já disputou a Meia Maratona do Rio, São Silvestre, Circuito Caixa de Corridas de Rua, entre outras provas.

Radiya Mohammed Roba (Etiópia) - Essa será sua primeira maratona. Antes da Maratona de São Paulo, foi 7º colocada na 10k Brasil Caixa.

Válida para a Liga de Ouro e para o Ranking CBAt/CAIXA de Corredores de Rua, a Maratona de São Paulo é uma realização da Rede Globo, com organização da Yescom. A supervisão está a cargo da IAAF, CBAt, AIMS e FPA, com apoio especial da Prefeitura de São Paulo e do Governo de São Paulo. A prova tem patrocínio da CAIXA e da Adidas, patrocínio especial da Fisk, e apoios da Montevergine, HCor, Café Três Corações, Gatorade, Probiótica e TAM Viagens.

Mais informações no site www.maratonadesaopaulo.com.br
Siga a Yescom no twitter : www.twitter.com/yescom

Vinícius Cabral - Mtb.: 47.121
E-mail: vinicius@zdl.com.br
Siga a ZDL no twitter: twitter.com/ZDLcomunica

Fotos: Ronaldo Milagres / ZDL
             Leo Shibuya / ZDL
Produção e Organização de Eventos Esportivos - Consulte-nos