Runnersp
Login:
Senha:
  |  

Gilmar Lopes vence abertura do Circuito Caixa em Goiânia

Atleta do Pé de Vento iguala recorde de Giomar Pereira na cidade. A queniana Maurine Jelagat ganha fácil entre as mulheres.

Os gêmeos Gilmar e Gilberto Silvestre Lopes fizeram uma chegada sensacional na manhã deste domingo na abertura do Circuito de Corridas da Caixa, em Goiânia. Gilmar venceu no sprint por apenas um metro e igualou o recorde da prova na cidade, com 29m54s, que era de Giomar Pereira da Silva, marca obtida em 2009. O baiano terminou em quarto.

No feminino, domínio absoluto das quenianas Maurine Jelagat Kipchumba e Tecla Chebet. A melhor brasileira foi Roselaine de Souza Silva, terceira colocada. A segunda etapa do Circuito de Corridas da Caixa será uma novidade nos nove anos do evento: uma prova noturna, em Uberlândia, no dia 12 de maio.

Pelo segundo ano consecutivo a capital de Goiás foi escolhida para abrir o Circuito Caixa e mais uma vez apresentou uma disputa forte na elite. Participaram 43 homens e 15 mulheres e na soma total foram 2.000 corredores, mesmo número do ano passado. Mesmo com sol, a temperatura na largada às 8 horas da manhã, no Parque Areião, estava em torno de 22 graus, com pouca umidade.

No feminino, as duas representantes do Quênia forçaram o ritmo a partir do quilômetro 3, sendo seguidas apenas por Roselaine de Souza Silva, do Cruzeiro. Quatro quilômetros depois nova investida das estrangeiras, que desta vez ficaram sozinhas na frente. No último quilômetro, Maurine abriu boa vantagem e cruzou a linha em 35m40, 21 segundos à frente da conterrânea Tecla. "Já tinha corrido em Goiânia e gosto do percurso. Hoje a temperatura e umidade estavam favoráveis e não tive problemas para forçar no quilômetro 9 para vencer", resumiu Maurine, de 24 anos, que vem ao Brasil desde 2009 e treina em Taubaté com o ex-maratonista Luiz Antonio dos Santos.

A melhor brasileira, a paulista da Caraguatatuba, Roselaine de Souza Silva ficou em terceiro com 36m13, e chegou tão feliz como se tivesse vencido. "Esta é minha estreia no Circuito Caixa e quero ser campeã este ano, tanto que vou correr todas as provas", contou, sorrindo muito. Roselaine corre há sete anos e já foi do "Expressinho" do Cruzeiro. Este ano voltou para a equipe, agora no grupo de ponta e marcou outros dois bons resultados na temporada: venceu a mini-maratona de Nova Lima, em fevereiro, e a Corrida da Mulher, no Rio, no dia 18 de março.

Mesmo vencendo, Gilmar fica chateado

O mineiro de São Miguel do Anta Gilmar Silvestre Lopes teve uma grande alegria e uma tristeza quase ao mesmo tempo neste domingo. Ficou muito feliz ao vencer a etapa de abertura do Circuito Caixa, com vantagem de menos de um metro sobre o irmão gêmeo Gilberto e marcar o tempo de 29m54 para os 10 km.

Ele deitou no asfalto, cansado, mas feliz pela vitória e também porque achava que havia batido o recorde da prova na cidade, que era de Giomar Pereira desde 2009. O recorde tinha prêmio adicional de R$ 1.500,00. Quando soube que sua marca era idêntica à de Giomar, ficou muito bravo. "Não acredito que perdi o recorde por um segundo. Não é possível. É verdade?", perguntava, sem se conformar. "Corri sem relógio, mas achei que tinha feito o recorde, mesmo sentido um pouco de cansaço nos últimos mil metros", explicou o atleta da equipe Pé de Vento, de apenas de 22 anos, que "rodou" esta semana 180 km. "Estou treinando para obter o índice para o Mundial de Meia Maratona e só decidi vir para Goiânia na sexta-feira", justificou. Gilmar fez uma temporada quase perfeita no ano passado e foi vice-campeão do Ranking Caixa/CBAt, atrás apenas do tetracampeão Giomar Pereira.

Os brasileiros destacaram-se na prova. Além dos gêmeos, José Márcio Leão da Silva foi terceiro, seguido de Giomar. Os quenianos Kiprotich Jacob Kemboi e Joseph Aperumoi, considerados favoritos, foram apenas quinto e sexto colocados.

Na premiação da elite, com a participação do medalhista olímpico Arnaldo Oliveira, os campeões do ranking de 2011, Giomar e Conceição de Maria Oliveira, receberam uma homenagem.

Resultados

Masculino
1- Gilmar Silvestre Lopes (Pé de Vento/Caixa) - 29m54
2- Gilberto Silvestre Lopes (Pé de Vento) - 29m54
3- José Márcio Leão da Silva (Prefeitura de Garanhuns/Cruzeiro) - 30m05
4- Giomar Pereira da Silva (Cruzeiro/Caixa) - 30m12
5- Kiprotich Jacob Kemboi (Quênia/Luasa) - 30m27
6- Joseph Kachapin Aperumoi (Quênica/Luasa) - 30m29
7- Paulo Sérgio dos Reis Carvalho (Pé de Vento) - 30m39
8- João Ferreira de Lima, o "João da Bota"(Cruzeiro/Caixa) - 30m57
9- Jormen Freire Nascimento (Gran Cursos/Caixa) - 31m01
10- Glênio Caetano Rodrigues (Unimed/Celer Faculdades) - 31m08

Feminino
1- Maurine Jelagat Kipchumba (Quênia/Luasa) - 35m40
2- Tecla Chebet (Quênia/Luasa) - 36m01
3- Roselaine de Souza Silva (Cruzeiro/Caixa) - 36m13
4- Conceição de Maria Carvalho Oliveira (FindYourSelf/Caixa) - 36m56
5- Eliane Pereira Silva (Gran Cursos/Caixa) - 37m06
6- Larisse do Nascimento de Souza (Acaat) - 37m13
7- Maria Sandra Pereira Silva (Gran Cursos/Caixa) - 37m44
8- Maria Zeferina Baldaia (Caixa/Serquímica/Mizuno) - 37m52
9- Fernanda Raimundo Soares (Gran Cursos/Caixa) - 38m05
10- Mirela Saturnino de Andrade (Aacsd/Pac) - 38m26

Assessorias esportivas crescem em Goiânia

Embora o número de corredores tenha se mantido em relação ao ano passado, é nítido o crescimento das assessorias esportivas que montaram suas estruturas na área de largada e chegada próximo ao Parque Areião. Quase 30 assessorias estavam dando atendimento especial aos seus clientes na manhã deste domingo.

É o caso, por exemplo do campeão de triathlon Santiago Ascenso, que mantém um assessoria esportiva na sua cidade. "O número de clientes dobrou do ano passado para este ano. Atendo 70 corredores em Goiânia (40 deles correram neste domingo) e mais 45 em 10 estados, que monitoro via on line e também durante as provas", contou Santiago enquanto terminava de montar sua tenda próximo à chegada.

O presidente da Federação Goiana de Atletismo, Genivaldo Caixeta, confirma o cenário positivo da cidade. "Temos hoje 40 assessorias esportivas só em Goiânia. Até o ano passado o número era pouco mais do que a metade. Para este ano, no Estado inteiro, deveremos ter 35 provas, oito a mais do que em 2011", assegurou Caixeta.

Mais importante competição de corridas de rua do País, o Circuito CAIXA conta com a chancela da CBAt. Distribuídas por nove Estados, suas 11 etapas somam pontos para o ranking brasileiro de corredores de rua. Os dez primeiros colocados no ranking, no masculino e no feminino, garantem o patrocínio da CAIXA para 2013.

O Circuito CAIXA é uma realização da HT Sports, com patrocínio da CAIXA Econômica Federal e co-patrocínio da Centauro. Em Goiânia, teve ainda o apoio da Prefeitura Municipal de Goiânia, além da supervisão técnica da CBAt e da Federação de Atletismo de Goiás.

Mais informações em www.circuitocaixa.com.br / http://twitter.com/circuitocaixa


Produção e Organização de Eventos Esportivos - Consulte-nos