Runnersp
Login:
Senha:
  |  

Estrelas do Clube BM&FBOVESPA, Ana Cláudia e Keila Costa estreiam em Istambul

Estrelas do Clube BM&FBOVESPA, Ana Cláudia e Keila Costa estreiam em Istambul


Em seu primeiro Mundial Indoor, velocista corre pelo recorde sul-americano dos 60 m; com a experiência de três Mundiais, saltadora quer repetir o pódio de Doha/2010


São Paulo - Duas estrelas do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA entram na pista neste sábado (10/3), para a estreia no Mundial Indoor de Istambul, em situações bem diferentes. Para Ana Cláudia Lemos Silva, que disputa as eliminatórias dos 60 m a partir das 5h10 (de Brasília), tudo é novidade. Já Keila Costa, na qualificação do salto em distância a partir das 6h45 (de Brasília), carrega a experiência de já ter participado de três Mundiais Indoor - em 2010, em Doha, no Catar, foi medalha de bronze no salto em distância, com 6,63 m.

"É a primeira vez que vou disputar um Mundial Indoor, acho que vai ser uma competição legal", diz Ana Cláudia, que nunca havia entrado em um ginásio indoor antes do treino de reconhecimento que a seleção brasileira realizou na Atakoy Athletics Arena, nesta quarta-feira (7/3). "Espero fazer um bom tempo, entrar na briga por medalha, mas a experiência também vai ser fundamental, vou ganhar mais bagagem internacional, conhecer melhor minhas adversárias."

Ana Cláudia sentiu quanto é importante ter essa vivência no Mundial de Daegu, em 2011. "Como a minha meta era chegar à final, tinha sempre de correr o meu máximo, porque não sabia o que as outras meninas iam fazer, coisa que lá no Brasil já dá para prever, conheço minhas adversárias", conta a velocista. "Em Daegu, o nível subiu mesmo. A vivência é importante para controlar melhor as passagens, ir conhecendo as meninas", prossegue Ana Cláudia, relembrando o conselho que recebeu certa vez de Elson Miranda, técnico da campeã mundial do salto com vara Fabiana Murer.

"O Elson me disse: ‘Menina, você tem de ir competir lá fora!’ Comecei faz pouco tempo, mas já saí em vantagem. O primeiro Mundial da Fabiana foi em Helsinque, em 2005, e ela ficou em 14º. O meu primeiro Mundial foi em Daegu, no ano passado, e fui melhor, a 11ª nos 200 m", brinca Ana Cláudia.

Por mais um recorde

Rainha sul-americana da velocidade nas pistas ao ar livre, nos 100 m, 200 m e 4x100 m, Ana Cláudia pode somar mais um feito ao currículo: quebrar o recorde sul-americano dos 60 m indoor, de 7s26, que pertence à também brasileira Esmeralda de Jesus desde 1981. "Eu acho que é viável. Muita coisa tem de dar errada para ele não vir. Não vai ter problema de clima, o ginásio é coberto. Só se eu errar a saída", diz Ana Cláudia, que nas semanas anteriores ao Mundial treinou muito a saída do bloco.

Para o técnico Katsuhico Nakaya, também do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, que acompanha Ana Cláudia em Istambul, o objetivo de sua atleta é mesmo o recorde sul-americano. "Na Seletiva Indoor de 25 de janeiro, no Ibirapuera, a Ana correu e venceu os 100 m, com 11s39. Eu marquei o tempo que ela fez para os 60 m e esse tempo já daria o recorde", conta Nakaya. "E se ela repetir esse tempo em Istambul, pode ser finalista."

Nakaya não esconde que espera mais um recorde sul-americano. "O atleta tem de assumir responsabilidades, tem de cumprir as metas estabelecidas para ele. Não se pode é começar a pôr obstáculos, como ‘nunca corri em ginásio indoor’. Ginásio indoor é aconchegante, o público fica mais perto, vibra com o atleta. O fundamental é o atleta querer, ter vontade. Tem atleta que é experiente e tem maturidade de adolescente. A Ana, apesar de seus 23 anos, tem maturidade de atleta experiente."

Antes de sair do Brasil, Ana Cláudia disputou mais uma competição, o Torneio FPA Juvenil e Adulto, no último dia 3, no Ibirapuera. Voltou a vencer os 100 m, com 11s33, mas fez tempo ainda melhor nas semifinais, 11s30, e lidera o ranking brasileiro da distância em 2012.

Por mais um pódio

Para Keila Costa, o Mundial Indoor de Istambul será o quarto da carreira. A atleta do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA disputou o salto triplo em Moscou/2006, o salto em distância em Valência/2008 e o salto em distância em Doha/2010, em que conquistou a medalha de bronze, com 6,63 m. Em Istambul, vai competir novamente no salto em distância.

Keila, que fez um período de adaptação em Lisboa (POR), no Complexo Desportivo de Jamor, e disputou duas competições preparatórias na Europa, tinha índice para competir também no salto triplo em Istambul. "Optei pelo salto em distância porque a final do triplo será no mesmo dia da qualificação do salto em distância. Não daria para fazer as duas", explica Keila.

A saltadora está confiante para a disputa em Istambul. "Espero melhorar minha marca pessoal indoor, que é de 6,64 m (de Paris/2009) e conseguir classificação para a final. Depois de sentir o gostinho de uma medalha em Doha, quero muito voltar ao pódio."

Programação dos atletas do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA no Mundial

10/3
5h10 - 60 m - eliminatórias - Ana Cláudia Lemos Silva
6h45 - salto em distância - qualificação - Keila Costa
12h30 - 60 m - semifinal - Nilson André *
13h40 - 400 m - final - Geisa Coutinho *
13h50 - salto em distância masculino - final - Mauro Vinícius Hilário Lourenço da Silva *
15 horas - 60 m - final - Nilson André *
* Depende de classificação

O Clube de Atletismo BM&FBOVESPA integra o Instituto BM&FBOVESPA e tem parceria com a Nike, o Pão de Açúcar e a Prefeitura de São Caetano.

Mais informações: www.clubedeatletismo.com.br e
www.clubedeatletismo.org.br

Siga a Contrapé no blog contrapedejornalismo.wordpress.com, no twitter: @contrape1 e no www.facebook.com/contrapedejornalismo

CONTRAPÉ DE JORNALISMO - Heleni Felippe (MTB 13.507) e Jane Dias (MTB 11.730); e-mails: heleni@contrape.com.br, jane@contrape.com.br

Fotos: Fernanda Paradizo/FPA - Wagner Carmo/CBAt




Produção e Organização de Eventos Esportivos - Consulte-nos