Runnersp
Login:
Senha:
  |  

Domínio queniano na 10K Rio - Corrida Pan-Americana.

Domínio queniano na 10K Rio - Corrida Pan-Americana.

Tatiele de Carvalho e Giovani dos Santos foram os melhores brasileiros na prova disputada no Aterro do Flamengo .

Rio de Janeiro (RJ) - Os corredores quenianos brilharam na manhã deste domingo na 10K Rio - Corrida Pan-Americana. Nicholas Kimeli Keter e Nancy Jepkosgei Kipron foram os campeões da prova disputada no Aterro do Flamengo, ampliando ainda mais o domínio africano, com cinco vitórias em sete edições. Nancy, que já vencera a prova em 2008, marcou o novo recorde com 34min08s, 5 segundos abaixo do tempo de Cruz Nonata no ano passado. Os dois brasileiros mais bem clasificados foram Tatiele de Carvalho e Giovani dos Santos, segunda e quarto colocados, respectivamente.

O domingo amanheceu, no Rio de Janeiro, com tempo nublado e temperatura amena, em torno de 20 graus, condições perfeitas para uma corrida de rua. Logo cedo, milhares de corredores concentraram-se nas imediações do Monumento aos Pracinhas, no Aterro do Flamengo. Os amadores puderam escolher dois percursos, 5 e 10 quilômetros, enquanto as elites largavam para o trecho maior.

Na Elite Feminina participaram 25 corredoras, sendo 21 entre as melhores do Brasil e quatro africanas, três do Quênia e uma da Tanzânia. Logo no início as três quenianas imprimiram um ritmo forte e foram deixando as brasileiras para trás. A única que conseguiu acompanhar foi a jovem corredora de Poços de Caldas, Tatiele de Carvalho, de 21 anos. Tatiele estava em quarto, mas acelerou nos últimos metros e chegou em segundo, dois segundos atrás de Nancy Kipron, que cruzou em 34min08 para bater o recorde da competição.

Exausta, mas muito feliz, Tatiele contou que forçou o ritmo nos últimos 500 metros de prova. "Acompanhei as quenianas o tempo todo e, no quilômetro 9, estava em quarto quando resolvi aumentar o ritmo. Por pouco não alcancei a Nancy", explicou a campeã e recordista brasileira sub 23 dos 5 mil metros em pista. Apesar da pouca idade ela já vem colecionando bons resultados também em corridas de rua. Foi quarta na Volta da Pampulha, no ano passado.

A campeã Nancy também estava muito feliz, pois chegou ao Brasil na sexta-feira para mais uma temporada e repetiu o título conquistado no Rio em 2008. "Adorei a prova. A temperatura estava ótima e gosto muito deste percurso", comentou a atleta de 31 anos, terceira na Meia Maratona de São Paulo, em fevereiro deste ano. Ela ficará no Brasil até março, quando defenderá seu título em São Paulo, e deverá correr a Volta da Pampulha e São Silvestre, em dezembro.

Passeio queniano - A prova da Elite Masculina, com 39 corredores, sendo 35 do Brasil, 3 do Quênia e 1 da Tanzânia, foi uma repetição da feminina. Desta vez, dois quenianos e um tanzaniano puxaram o ritmo desde o começo. Até a metade do percurso cinco brasileiros tentaram acompanhar, mas foram ficando pelo caminho. A chegada foi muito forte, e Nicholas Kimeli Keter, do Quênia, superou Nelson Priva MBuya, da Tanzânia, por apenas dois metros, tanto que ambos tiveram o mesmo tempo, 29min12. O outro queniano, Barnabas Kosgei, cruzou quatro segundos depois. Três brasileiros chegaram em seguida: Giovani dos Santos, Damião Ancelmo de Souza e Giomar Pereira da Silva.

"Gostei muito do percurso e fiquei feliz com o título", resumiu Nicholas, de 23 anos, que também chegou ao Brasil na sexta-feira e ficará até o início de março, quando disputará as principais provas dos próximos três meses.

Giovani, da equipe Pé de Vento, estava conformado com o quarto lugar. "O resultado até que foi bom pois fui o melhor brasileiro. Tentei acompanhar os africanos até o quilômetro sete. Depois procurei garantir a posição", analisou o medalha de bronze no Pan de Guadalajara nos 10 mil metros.

Mesmo chegando em sexto lugar, o baiano Giomar Pereira atingiu seu objetivo, que era ampliar a liderança no ranking nacional. Agora ele tem 15 pontos de vantagem para Gilmar Silvestre Lopes, que terminou em nono. Faltam três provas para fechar o ranking - Meia Maratona de Blumenau, Volta da Pampulha e São Silvestre - e Giomar poderá tornar-se tetracampeão.

Festa dos amadores - Além da disputa entre brasileiros e africanos nas elites, a 10K Rio - Corrida Pan-Americana foi uma grande festa dos amadores, muitos de outros estados, que aproveitaram o feriado de 15 de novembro para correr e passear no Rio de Janeiro.

É o caso dos baianos de Salvador Pedro Rebouças, de 57 anos, e seu filho Pedro Herculano, de 31, que cruzaram a linha de chegada abraçados e muito felizes. "Aproveitei que meu filho está mudando para o Rio para passear um pouco e correr junto com ele, como fazemos sempre em Salvador. A prova foi bem organizada, com vários postos de água e um percurso muito bonito", contou Pedro Rebouças.

Resultados

Masculino
1- Nicholas Kimeli Keter (Quênia/Fila) - 29min12s
2- Nelson Priva Mbuya (Tanzânia/Fila) - 29min12s
3- Barnabas Kiplagat Kosgei (Quênia/Fila) - 29min16s
4- Giovani dos Santos (Pé de Vento) - 29min28s
5- Damião Ancelmo de Souza (Pé de Vento) - 29min40s

Feminino
1- Nancy Jepkosgei Kipron (Quênia/Fila) - 34min08s (novo recorde)
2- Tatiele Roberta de Carvalho (Sicredi/Nike) - 34min10s
3- Kacklyne Rionorido Chemwek (Quênia/Luasa) - 34min12s
4- Bornes Jepkirui Kitur (Quênia/Fila) - 34min19s
5- Marily dos Santos (Mizuno/Multsport) - 35min05s

Todos os campeões

2005 - Lawrence Kiprotich (QUE) - 28min55 (recorde da prova) /
Margareth Karie (QUE) - 34min14s
2006 - Franck Caldeira (BRA) - 30min10s / Márcia Narloch (BRA) -
35min43s
2007 - Gladson Barbosa (BRA) - 29min50s / Chemtai Rionotukei (QUE) -
34min35s
2008 - Nicholas Koech (QUE) - 29min48s / Nancy Kipron (QUE) - 34min33s
2009 - Martin Sule (TAN) - 29min39s / Maurine Jelagat (QUE) - 34min33s.
2010 - Mark Korir (QUE) - 29min18s / Cruz Nonata da Silva (BRA) -
34min13s
2011 - Nicholas Kimeli Keter (QUE) - 29min12s / Nancy Kipron (QUE) - 34min08s (recorde da prova)

A 10K Rio foi uma realização da Rede Globo, com organização da Yescom e
patrocínio da Caixa Econômica Federal, patrocínio especial da Fisk e da Fila, apoio de Montevérgine, Gatorade. Café 3 Corações, Probiótica, TAM Viagens, Rádio Globo e GreenCO2. O apoio especial foi da Prefeitura do Rio de Janeiro e do Estado do Rio de Janeiro. O transporte oficial da prova foi do Metrô Rio. A supervisão foi da Confederação Brasileira de Atletismo, Federação de Atletismo do Rio de Janeiro, IAAF e AIMS.

Fonte: ZDL
Produção e Organização de Eventos Esportivos - Consulte-nos