Runnersp
Login:
Senha:
  |  

Desafio 28 Praias - Vejam o depoimento de um dos quintetos que participou da prova.

Vejam o depoimento de um dos quintetos que participou da prova.


A convite da organização, fui chamada para participar! Infelizmente não pude comparecer, mas mandei uma equipe toda para representar o blog!!! Vem ver como foi a prova através dos relatos emocionantes deles! Deu mais vontade ainda de estar lá com a galera me desafiando, depois da Guaranis Race a vontade de me jogar em provas assim é ainda maior, mas fica para a próxima!



1º TRAJETO: 12,4 kms - Rodrigo Xavier de Oliviera

“Prova mais difícil que já enfrentei! Trilhas apertadas com vários obstáculos no meio do trajeto. Foi um desafio concluir a prova. Visual incrível! Todos do grupo adoraram e tenho certeza que faremos muitas dessas provas daqui em diante!“

2º TRAJETO: 6,6 kms – Mariana Peleje Viana

“Este domingo tive a satisfação de participar de minha primeira corrida “off-track”, fora do asfalto! Posso dizer agora que não quero mais saber de correr apenas na cidade ou nos parques urbanos, pois, depois dessa prova, agora confirmei como é melhor correr em meio a natureza: o desafio é muito maior e muito mais prazeroso! Nossa equipe compôs um quinteto misto que se reuniu, todos pela primeira vez “off track” e todos também pela primeira vez em uma prova de revezamento, para participar do “Desafio 28 praias” de Ubatuba e podemos dizer que esta deve mesmo ser uma das mais belas provas do país!

Foram 40km em trechos com trilhas fechadas no meio da mata atlântica, estrada de terra, areia fofa, vistas espetaculares para o litoral de Ubatuba, um nível de dificuldade e de beleza que marcaram nossa estreia de uma maneira que nos empolgou ainda mais para os próximos desafios. A prova de revezamento em si já lida com uma expectativa diferente da prova individual e o espírito de equipe é muito especial, ainda mais feita com um visual desses, o que só nos motiva mais para participar das próximas!

Agradecemos pela oportunidade!!! E também pela parceria de nossa nova equipe! Mandamos muito bem, com muita alegria, diversão, calma e responsabilidade, procurando curtir a prova e não extrapolar nossos limites, e ainda conseguimos ficar na 6a posição entre os 27 quintetos mistos participantes, finalizando os 40km desse desafio off track com ótimo tempo, em 5h06m!

A prova foi bem organizada, “correu” tudo bem! Tirando apenas aqueles participantes que ainda não compreenderam que estamos “invadindo a praia” da natureza, que então NÃO devemos de maneira alguma deixar rastros de nosso lixo pelo caminho, como aquele copinho de água ou a embalagem do carboidrato em gel que usamos durante a prova. Acho um absurdo essa falta de pensamento ambiental de alguns dos participantes e penso que devemos chamar a atenção para isso ou até desclassificá-los quando forem vistos. Mas fora isso, deu tudo certo e a grande maioria me pareceu super consciente e aproveitou muito bem a prova, a paisagem e o fim de semana com a família e os amigos naquele belo dia de domingo. Que domingo!

Agradeço nossa amiga, e motorista, que nos levou a todos os pontos de chegada e que, portanto, fez parte de nossa equipe com toda motivação e preocupação da corredora que também é, da próxima correrá conosco!

Correr com uma equipe, não apenas para si, mas pela equipe, sem frequencímetro, sem conexão wi-fi, em meio a uma natureza riquíssima e com o pé na terra, na trilha ou na areia, imerso numa paisagem naturalmente belíssima, realmente nos faz encontrar outro tipo de conexão!!! Parabéns à todos e rumo ao próximo desafio off track!”



3º TRAJETO: 5,2 kms – Aline Pilato

“Realizei o techo 03, um trecho curto de 5,5 k, porém desafiador, pois foi de areia fofa e inclinada e com as ondas molhando meus pés. O horarário também foi o diferencial, pois o sol estava presente em todo o percurso e tive que correr nessas condições, os pés escorregando na areia molhada e fofa e o sol forte. A experiência foi fantástica, o visual magnífico, correr nessa paisagem foi muito estimulante para não parar e querer seguir cada vez mais longe. Participei em uma equipe muito unida e feliz que foi muito importante para completarmos a prova. Adorei o desafio e quero novas corridas igual a essa. Dias maravilhosos como esse!”

4ºTRAJETO: 8 kms – Felipe Vaz

Medo? Um leve desespero? Uma euforia louca? Um prazer imenso? Tesão? É dificil falar sobre o que senti ao participar da maratona das 28 praias, mas creio que foi um pouco disso tudo! Embora eu já corra há algum tempo e tenha feito algumas provas de rua, nunca havia experimentado correr em terreno diferente ou pego a maresia numa prova. Porém, para tudo há uma primeira vez, não é mesmo? Quando me falaram da prova fiquei um pouco apreensivo, mas ao me imaginar correndo em contato com a natureza, não tive dúvidas e topei o desafio! O clima maravilhoso que fez no final de semana do dia 7 de Julho de 2014 só contribuiu para nós participantes ficarmos ainda mais animados. A equipe (Pensando Magro) da qual fiz parte era um quinteto e decidi pegar o trecho 4, um percurso difícil com muita subida e trilhas. Quando recebi o bastão, bateu um leve desespero “e ai? vou conseguir?”.

Foram 30 segundos de dúvida que deram lugar a adrenalina assim que meus pés entraram nas águas geladas do rio Lagoinha, sim, comecei molhando o tênis! Imediatamente entrei em trilha fechada com inclinação moderada, um inicio relativamente suave, porém já muito prazeroso.

O barulho das ondas quebrando ao longe, junto com o cantar dos pássaros criaram uma atmosfera deliciosa no meio da deslumbrante mata. Após cerca de 15 minutos de trilha, desembarquei em uma linda praia deserta. Para minha infelicidade os 700m que passei ali eram de areia fofa, extremamente desgastante para o calcanhar e panturrilha, fazendo com que eu chegasse ofegante a próxima trilha. Aí a coisa ficou séria. A mata era muito densa e fechada e a subida recomeçou, só que com uma inclinação alucinante, que não permitia correr (aliás, eram muitos os avisos de perigo nesse pedaço).

Peguei muita pedra, árvores caidas e buracos no caminho. A vegetação atlântica é de uma beleza indescritivel nesse ponto, só havia árvores, plantas e vegetação rasteira por todos os lados, não via mais o mar! A trilha era muito estreita e comprida, não parecia mais ter fim a subida! Eis que meu fôlego sumiu, fiquei sem ar…mas não pelo esforço, pela vista! Ah, que vista! O mar reapareceu, azul e verde, se encontrando no infinito com o céu, só esse espetáculo da natureza já era o suficiente para valer a pena toda a prova! O trecho mais perigoso começou após esse ponto. Comecei a descer e a trilha foi ficando mais e mais estreita, tendo uma ribanceira ao meu lado direito o tempo inteiro e encarando pelo caminho raizes escorregadias e pedras.

Cordas amarradas e disponibilizadas pela organização eram necessárias para descer algumas pedras ou buracos maiores. Finalmente, na quarta praia que desci, a areia era mais dura e havia mais pessoas…e lá, há cerca de 500m o posto de troca!

Acelerei um pouco a passada e consegui meu merecido descanso na belíssima praia da Fortaleza! O tesão de completar o percurso pelo qual fiquei responsável, estando em contato com tantas lindas paisagens o tempo todo, é indescritivel! Tudo valeu muito a pena e não vejo a hora de participar da próxima! Adorei!

5º TRAJETO: 7,8 kms – Diogo Peleje Viana

“Bom, a prova é difícil mas muito gostosa de se fazer. Uma paisagem Incrível! Não poderia ter sido melhor!”


Muito bem pessoal! Orgulho de vocês! Representaram o blog muito bem e voltaram cheio de histórias para contar! :)

E que venham as próximas provas “loucas”! o/

http://pensandomagro.net/2014/07/vem-conferir-como-foi-o-desafio-de-revezamento-28-praias/

http://desafiodas28praias.com.br
Produção e Organização de Eventos Esportivos - Consulte-nos