Runnersp
Login:
Senha:
  |  

Decatlo, salto com vara e 400 m põem grupo masculino na pista do Troféu Brasil

Decatlo, salto com vara e 400 m põem grupo masculino na pista do Troféu Brasil

Clube de Atletismo BM&FBOVESPA terá Luiz Alberto na prova dos super-homens e ainda Augusto Dutra e Hugo Balduíno entre os destaques do segundo dia de competições

São Bernardo do Campo - Augusto Dutra, no salto com vara, Luiz Alberto Cardoso de Araújo, no decatlo, e Hugo Balduíno de Souza, nos 400 m rasos, são destaques do Clube BM&FBOVESPA, no segundo dia de competições do XXXIV Troféu Brasil de Atletismo, nesta sexta-feira (15/5/2015), na Arena Caixa, em São Bernardo do Campo (SP). Na prova da volta completa na pista, os 400 m, estão escalados dois integrantes - Hugo Balduíno de Souza e Wagner Cardoso - do 4x400 m, que assegurou vaga olímpica nos Jogos do Rio, em 2016, ao ficar com a quinta posição no Mundial de Revezamentos de Nassau, nas Bahamas (dia 3/5). O Clube de Atletismo BM&FBOVESPA ainda terá o jovem Alexander Russo, de 20 anos, na prova. A final dos 400 m será às 15h15.

O técnico Evandro Lázari, que prepara os velocistas, acredita que o pódio duplo do ano passado, com Hugo e Wagner, pode se repetir. "O bom resultado do revezamento no Mundial animou todo mundo, mas neste Troféu Brasil a prova está aberta. Os dois gaúchos - Anderson Henriques e Pedro Burmann de Oliveira - não vão correr, mas teremos o Hederson Estefani entre os nossos adversários. Vai ser uma boa corrida. Podemos repetir o pódio duplo de 2014, com Hugo e Wagner. Ou quem sabe até ter pódio triplo, com o Alexander Russo, ainda um atleta em desenvolvimento", avalia Evandro.

Hugo tem índice para os Jogos Pan-Americanos de Toronto (CAN), em julho, e para o Mundial de Pequin (CHN), em agosto, e Wagner Cardoso tem vaga na seleção no revezamento 4x400 m - é considerado ‘curinga’ pelos técnicos brasileiros. "A chance de ter os dois, tanto no Pan quanto no Mundial, é grande", acrescenta Evandro.

Por um voo bem alto

O salto com vara masculino começa às 14h05, com Augusto Dutra e Fábio Gomes da Silva pelo Clube BM&FBOVESPA. "Estou treinando bem para a temporada ao ar livre e a expectativa é fazer acima da minha melhor marca, saltar 5,85 m ou mais. É uma pista em que já treinei, antes de ser reformada. Eu quero ajudar o Clube a conquistar mais um título no Troféu Brasil", diz Augusto. Para o saltador, a primeira competição do ano ao ar livre também é uma oportunidade para se adaptar ao restante da temporada. "O Troféu é um bom começo. Vamos saber quais as varas que eu preciso usar e ganhar ritmo. Mas farei o meu melhor, como nas competições lá fora. Me sinto preparado e estou tranquilo."

O técnico Elson Miranda avalia que Augusto Dutra passou muito bem pelo trabalho de preparação para a temporada em pista aberta, após as competições indoor. "O Fábio teve problemas físicos e fez competições com 16 passadas, mas é o atual campeão e pode ter bom resultado também. Para o Augusto um bom resultado seria acima de 5,60 m. Se ele espera saltar mais alto é bom, até porque 5,85 m seria recorde sul-americano. Mas é primeira competição dele no outdoor e temos que pensar passo a passo." Augusto (com 5,65 m, feito na Pedro's Cup, em fevereiro, na Polônia) e Fábio (com 5,71 m, marca do Troféu Brasil do ano passado) têm índices para o Mundial de Pequim.

Prova de super-homem

O decatlo terá início às 9h15 desta sexta-feira (15/5), para esses super-atletas que fazem dez provas numa única competição, e tudo só termina neste sábado (16/5), no fim da tarde. No primeiro dia serão cinco provas: 100 m, salto em distância, arremesso do peso, salto em altura e 400 m. No segundo dia mais cinco: 100 m com barreiras, lançamento do disco, salto com vara, lançamento do dardo e 1.500 m. Luiz Alberto Cardoso de Araújo, do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, tem boa expectativa para esse Troféu Brasil. "No ano passado eu não competi por causa de uma lesão no joelho. Esse ano eu entrei em um decatlo para fazer o índice para o Troféu Brasil e saber como eu estava. E a preparação foi boa depois dessa competição. É importante porque o último decatlo que eu fiz forte foi em 2013. É ver como está o trabalho." Luiz tem 8.276 pontos nessa prova - apenas dois brasileiros registram marcas acima de 8.000 pontos na história.

O decatleta acha que pode melhorar suas marcas em duas das dez provas. "O salto com vara é uma prova que estou treinando bem e nela espero um bom resultado. Nos 110 m com barreiras pode sair uma grande marca para o decatlo. Que aconteça o melhor dentro do Troféu Brasil!"

O técnico Edemar Alves tem a expectativa de que tanto Luiz Alberto quanto Anderson Venâncio, outro atleta do Clube BM&FBOVESPA na prova, consigam repetir no Troféu Brasil a qualidade dos treinamentos e resultados das últimas competições nacionais. "Se fizerem isso, mantiverem o nível de qualidade, teremos um bom resultado no decatlo. Acredito em pódio duplo. Há três anos o Luiz não treinava da forma como está treinando agora. Em 2013, sofreu com uma lesão nas costas e no ano passado fez uma cirurgia. Mas imagino que esse ano é o ano dele."

O Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, rumo aos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, tem parceria com Pão de Açúcar, CAIXA, Prefeitura de São Caetano e Nike.

Mais informações: www.clubedeatletismo.com.br e www.clubedeatletismo.org.br

Siga a Contrapé no blog contrapedejornalismo.wordpress.com, no twitter: @contrape1 e no www.facebook.com/contrapedejornalismo

Heleni Felippe (MTB 13.507); heleni@contrape.com.br e contrape@contrape.com.br - Tel: (11) 3871 3708, (11) 7807 9058, id 55*53073*92 (Heleni) e (11) 7802 7547 / id 640*20339 (Nanni)

Foto: Agência Luz/BM&FBOVESPA / Wagner Cardoso, curinga do revezamento briga por pódio nos 400 m.
Produção e Organização de Eventos Esportivos - Consulte-nos