Runnersp
Login:
Senha:
  |  

Clube BM&FBOVESPA disputa Troféu Brasil de olho no 10º título consecutivo

Clube BM&FBOVESPA disputa Troféu Brasil de olho no 10º título consecutivo.

São Paulo - Os atletas do Clube BM&FBOVESPA disputam a edição 2011 do Troféu Brasil de Atletismo empenhados na conquista do décimo título consecutivo. E também sonhando com vaga na seleção brasileira que vai ao Mundial de Daegu, de 27 de agosto a 4 de setembro, na Coreia do Sul, e com o índice para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, (o atletismo será disputado de 24 a 30 de outubro). O Troféu Brasil, que começa nesta quarta-feira (3/8), na pista de atletismo do Ibirapuera, e segue até domingo (7/8), com a participação de 798 atletas, vai definir o grupo para o Mundial. Marílson Gomes dos Santos e Simone Alves da Silva são as atrações do Clube nas duas únicas finais, ambas nos 10 mil m, no programa de abertura da competição, nesta quarta-feira (3/8).

Coordenador técnico e técnico de provas de fundo do Clube, Ricardo D’Angelo diz que todos, técnicos e atletas, pensam em bons resultados no Troféu Brasil. "É uma competição que tem uma atmosfera motivante. Os atletas esperam por ela, o clima é contagiante, parece que todos querem se superar", afirma. "O Troféu Brasil sempre foi uma seletiva para competições internacionais importantes e este ano é ainda mais especial, porque vai definir o grupo para o Mundial (o prazo para obter vaga termina no dia 7, junto com a competição)."

D’Angelo lembra também que a competição no Ibirapuera será uma das últimas oportunidades para obtenção de índice para o Pan - a seleção brasileira para Guadalajara será fechada no dia 28 de agosto. A Federação Paulista de Atletismo vai organizar uma competição nos dias 20 e 21, em Praia Grande (SP), em que ainda será possível brigar pelo índice.

O coordenador técnico ressalta que o objetivo do Clube BM&FBOVESPA na pista do Ibirapuera é manter a hegemonia no Troféu Brasil. "Que todos possam trabalhar em equipe e também buscar os índices para o Mundial e o Pan. Isso é bem concreto", diz D’Angelo, acrescentando que não haverá limite de atletas por clube em cada prova neste Troféu Brasil, "embora só os três primeiros na final possam contar pontos para sua equipe".

Estrelas na pista

Marílson Gomes dos Santos e Simone Alves da Silva são as principais estrelas do Clube BM&FBOVESPA neste primeiro dia de competições (3/8), no Ibirapuera. Tricampeão da São Silvestre e bicampeão da Maratona de Nova York, Marílson já tem índice para o Pan nos 10.000 m e não vai ao Mundial - disputará a Maratona de Chicago, dia 9 de outubro, em busca de índice para a Olimpíada de Londres/2012. Simone, vice-campeã da São Silvestre/2010 e recordista sul-americana dos 5.000 m, está garantida em Guadalajara nos 5.000 m e nos 10.000 m e muito perto das marcas exigidas para Daegu. A final dos 10 mil metros feminina será às 16h20 e a masculina às 17 horas.

Para Adauto Domingues, do Clube BM&FBOVESPA e técnico de Marílson e Simone, o Troféu Brasil cria sempre uma expectativa nos atletas. "Quem está acostumado a ganhar, quer ganhar sempre, quanto mais melhor. Os atletas estão tranquilos, bem treinadinhos, prontos para bons resultados numa competição que define vagas para o Mundial e o Pan", diz Adauto, acrescentando que Marílson, por exemplo, não tem pretensão de marca, mas de posição. "E mesmo que não ganhem suas provas, os atletas do Clube vão melhorar suas marcas pessoais", acredita o técnico.

No feminino, Adauto espera uma boa disputa entre as atletas do Clube BM&FBOVESPA. "A Simone não está mais sozinha, correndo na pista sem ver ninguém do lado. A Cruz Nonata e a Fabiana Cristine da Silva também estão muito bem. Espero bons resultados desse trio."

O Clube ainda tem outros fortes competidores. "Meus atletas estão motivados, treinando bem", diz D’Angelo, que destaca Joílson Bernardo da Silva e Daniel Chaves da Silva. "O Joílson está a 4 segundos do índice para o Mundial nos 5.000 m. Tem 13min31 e o índice é 13min27. O Daniel também pode conseguir bons resultados. É o segundo do ranking brasileiro nos 5.000 m e o quarto nos 10.000 m", afirma Ricardo D'Angelo.

O Clube BM&FBOVESPA também deve ser destaque nas provas de velocidade. A disputa começa já nesta quarta-feira (3/8), com as eliminatórias dos 100 m, no feminino e no masculino. Técnico de alguns dos principais velocistas do Clube, Katsuhico Nakaya já sabe o que esperar do Troféu Brasil. "Vai ser o décimo título, não tem adversário", diz Nakaya, acrescentando que só o clima pode atrapalhar seus atletas na competição. "O frio não é bom para as provas de velocidade."

"O resultado das provas dos 100 m e dos 200 m no Troféu Brasil vai definir as equipes do revezamento 4x100 m para o Mundial", lembra Nakaya. "Mas agora não depende mais de mim, já fiz o que tinha de fazer, eles que tratem de correr", brinca o treinador, observando que seus atletas estão preparados para conquistar bons resultados na competição. "As provas de velocidade são diferentes de provas mais técnicas, como os saltos, em que os conselhos do técnico entre um salto e outro podem ter alguma interferência no desempenho."

No feminino, destaque para Ana Cláudia Lemos Silva; no masculino, para Nilson André. "A Ana Cláudia já tem índice para o Mundial nos 100 m. O que ela pode fazer é tentar quebrar de novo o recorde sul-americano e melhorar a marca de 11s15. O Nilson também está muito bem para fazer um grande resultado. Nos 100 m, tem 10s18 e o índice para o Mundial é 10s15, ele está muito perto. Vai depender de acordar num bom dia e do clima ajudar", finaliza o treinador.

Esperança nos saltos

Este ano, o Clube BM&FBOVESPA não contará com a campeã mundial indoor e recordista sul-americana Fabiana Murer nas provas do salto com vara. Fabiana segue na Europa, competindo em etapas da Diamond League como preparação para o Mundial de Daegu. Mas a equipe será representada por outros destaques, capazes de garantir as primeiras colocações, como Fábio Gomes da Silva e Karla Rosa. As provas do salto com vara serão na sexta-feira (5/8), masculino, e sábado (6/8), feminino.

"O Fábio tem todas as condições de ganhar o ouro", diz Elson Miranda, técnico do salto com vara do Clube BM&FBOVESPA. "Ele saltou 5,60 m nos Jogos Mundiais Militares, em julho, e pode chegar a 5,70 m no Troféu Brasil." Fábio, recordista sul-americano da prova com 5,80 m, já tem índice para o Mundial de Daegu.

Outro destaque do Clube BM&FBOVESPA é o jovem Thiago Braz, de apenas 17 anos, que em julho conquistou o título pan-americano juvenil, em Miramar (EUA), com um salto de 5,20 m. Thiago também é o recordista juvenil brasileiro da prova, com 5,31 m, marca obtida em julho, e segundo colocado no ranking brasileiro adulto. "Para o Thiago, a expectativa é que bata novamente o recorde juvenil", comenta Elson, lembrando que a equipe conta também com Augusto Dutra. "O Augusto chegou ao Clube há pouco tempo e ainda está se adaptando, mas pode saltar 5,20 m no Troféu Brasil." No masculino, os três primeiros colocados do ranking brasileiro são do Clube BM&FBOVESPA.

No feminino, sem Fabiana Murer, a principal esperança de medalha de ouro no salto com vara é Karla Rosa, segunda colocada no ranking brasileiro, com 4,35 m, índice para o Pan de Guadalajara. "A Karla está muito bem", destaca Elson Miranda. "Sem a Fabiana, pode saltar 4,40 m e ganhar a competição. A Sara Santos Pereira é outra que pode ir bem. Tem condições de saltar 4,20 m", analisa o treinador, acrescentando que os atletas do salto com vara podem conquistar os primeiros lugares e ajudar a equipe a vencer o Troféu Brasil. "Eles estão muito focados na competição."

Experiência e jovens promessas

Nas provas de arremesso e lançamentos, Elisângela Adriano é um dos principais destaques do Clube BM&FBOVESPA. Com 17 títulos do Troféu Brasil no lançamento do disco e outros 14 no arremesso do peso, a atleta, de 39 anos, acaba de quebrar o recorde sul-americano do disco com um lançamento de 62 m, marca que garante sua presença no Mundial de Daegu e no Pan de Guadalajara.

Mas Elisângela não terá tarefa fácil na busca de mais títulos no Ibirapuera. "No disco, a briga deve ser boa com a Esthefânia e com a Fernanda", diz João Paulo Alves da Cunha, técnico de arremesso e lançamentos do Clube BM&FBOVESPA, referindo-se a Esthefânia Ribeiro da Costa, medalha de prata no Pan Juvenil de Miramar, com 52,96 m, e a Fernanda Raquel Borges, segunda do ranking brasileiro, com 60,91 m, ambas do Clube. "Vai ser o encontro da experiência com talentos em potencial", diz o treinador, lembrando que Esthefânia tem 18 anos e Fernanda, 23.

No masculino, os principais destaques são Wagner Domingos, no lançamento do martelo, e Ronald Julião, no disco e no peso. Wagner lidera o ranking brasileiro, com 71,60, e já tem índice para o Pan de Guadalajara. Ronald é primeiro do ranking no peso (18,33 m) e no disco (62,72 m), prova em que tem índice para Guadalajara.

"Espero que os lançadores possam reproduzir na competição as marcas que fazem nos treinos", diz João Paulo. "Pelo menos dois ou três deles têm condições de garantir o índice para o Mundial", finaliza o treinador.

O Clube de Atletismo BM&FBOVESPA integra o Instituto BM&FBOVESPA e tem parceria com a Nike, o Pão de Açúcar e a Prefeitura de São Caetano.

Mais informações: www.clubedeatletismo.com.br e
www.clubedeatletismo.org.br

Siga a LOCAL no Twitter: http://twitter.com/localcomunica

LOCAL DA COMUNICAÇÃO - Heleni Felippe (MTB 13.507), Jane Dias (MTB 11.730) e Juliana Leite; e-mails: heleni@localcom.com.br, jane@localcom.com.br; juliana@localcom.com.br - Tel: (11) 3263-0683, (11) 8457-9704, 7878-6343 / id 86*84 e 7857-2944 / id 86*34326


Produção e Organização de Eventos Esportivos - Consulte-nos