Runnersp
Login:
Senha:
  |  

10ª Meia Maratona A Tribuna-Praia Grande terá lotação máxima no dia 1º de setembro, com 3.100 inscritos

10ª Meia Maratona A Tribuna-Praia Grande terá lotação máxima no dia 1º de setembro, com 3.100 inscritos



Com 3.100 inscritos, a 10ª Meia Maratona A Tribuna-Praia Grande terá lotação máxima no dia 1º de setembro. Do total, 60,4% dos atletas estarão na prova principal, de 21.097 metros, enquanto que 39,6% largarão na corrida participativa de 10 km.

Os homens são maioria, representando 71,4% dos competidores. Mas as mulheres chegam com uma porcentagem significativa: 29,6% de todos os corredores. Na divisão entre cidades, Santos aparece em primeiro lugar, com 23,4%. A capital paulista aparece em seguida, com 21,3% e depois Praia Grande, com 18,9%.

O evento terá largada e chegada em frente ao Paço Municipal, na Vila Mirim, e apresenta um percurso totalmente plano, com duas grandes retas, cada um com quase nove quilômetros. Assim como o ano passado, os atletas seguem pela Avenida Kennedy em direção a São Vicente, e retornam tendo a praia como cenário.

“É um percurso que foi aprovado por todos. Tanto pela qualidade de ser plano, com retas em avenidas largas, quanto pela beleza, com o atleta correndo na orla da praia por nove quilômetros. É uma prova para atletas que querem melhorar as suas marcas pessoais”, destaca o diretor geral da competição, Marcos Clemente Santini.

No trajeto, os atletas contam com postos de hidratação a cada três quilômetros. Outro destaque fica para as atrações musicais, com o grupo Hmamou, no km 4,5, o DJ Xande, no km 12,5 e a Banda Versus Murphy and Richard Rock, no km 19,5. “O som é outro ponto que o pessoal curte muito. Uma forma de incentivar o esforço dos atletas e também privilegiar o público”, diz o coordenador do evento, Davidson Iuspa, lembrando que a organização disponibilizará estacionamento gratuito aos competidores, próximo ao local de largada.

Na briga pelas vitórias nos 21 km, os campeões do masculino e feminino ganharão R$ 5 mil, os vices, R$ 3 mil, os terceiros R$ 2,5 mil, os quartos colocados R$ 2 mil, enquanto que os quintos, R$ 1,5 mil. Nas categorias amadoras, os três primeiros de cada faixa etária ganharão troféus (entregues na residência), sendo que todos que concluírem o percurso, tanto da meia, quanto dos 10 km, receberão medalhas de participação.

Já na corrida dos 10 km, que tem caráter participativo, os cinco primeiros do masculino e do feminino estarão classificados para a categoria Elite B do 29º 10 KM Tribuna FM-Unilus, em 2014. “É um incentivo para aqueles que correm bem, mas ainda não estão preparados para os 21 km”, comenta Davidson.

KITS – Para quem não optou por receber em casa, os kits dos atletas, com número de peito, chip de cronometragem e camiseta (não é obrigatório o uso na prova) serão entregues na loja Decathlon, na entrada de Praia Grande (Av. Ayrton Senna da Silva, 333), nos dias 30 e 31, das 12 às 21h. A organização alerta que no dia do evento não será entregue material. Todos os detalhes da prova no site www.triesportes.com.br.

HISTÓRICO - Criada em 2004, a Meia Maratona A Tribuna Praia Grande sempre teve como destaque o percurso feito em grandes retas planas, propício para recordes pessoais, sem dúvida o grande chamariz para a disputa. Desde a primeira edição, nomes de ponta marcaram presença. O maratonista representante brasileiro nos Jogos Olímpicos de Londres, Franck Caldeira, venceu na estreia da prova, com 1h02min29s, melhor tempo registrado até agora.

Outros corredores famosos também estão na lista de campeões, como Marizete Rezende (também recordista com 1h13min50s), Marcia Narloch, Maria Zeferina Baldaia, Sirlene Pinho e Giovani dos Santos. Os quenianos venceram duas vezes no masculino e duas no feminino.

Em 2011, as vitórias ficaram com o mineiro Giovani dos Santos, bronze nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, nos 10 mil metros, cruzando a linha de chegada em 1h04min02s, com uma vantagem de 23 segundos sobre o queniano Nicholas Keter. No feminino, a segunda vitória seguida do Quênia, com Dorcas Kiptarus, em 1h18min09s.

No ano passado, os africanos dominaram no masculino, com vitória de James Cheboi Kimaiyo, do Quênia, em 1h05min576s, seguido de Saidi Makula, da Tanzânia. Já entre as mulheres, a disputa ficou entre dois grandes talentos da região, com vitória da experiente Maria dos Remédios Castro, aos 43 anos de idade, com o tempo de 1h16min56s, superando Sirlene Souza de Pinho, que já foi campeã em 2005. Entre os cadeirantes, vitória de Carlos Neves, o Carlão, com 58min58s.

Fonte: FMA Notícias
Produção e Organização de Eventos Esportivos - Consulte-nos